UTILIZAÇÃO DE PLASMA RICO EM PLAQUETAS NO TRATAMENTO DE FERIDA CUTÂNEA EM CÃO: RELATO DE CASO

Jade Marina Vidal, Luciana Hugue de Souza Zat

Resumo


O plasma rico em plaquetas (PRP) consiste em um concentrado supra fisiológico de plaquetas extraído a partir do sangue autógeno do paciente e centrifugado adequadamente. O presente relato descreve a utilização do PRP no tratamento de ferida cutânea, após exérese de massa com evolução de 4 meses em um cão fêmea, da raça Beagle, de 7 anos de idade. Citologia aspirativa por agulha fina (CAAF) foi realizada na massa e diagnóstico sugestivo de neoplasia de anexo cutâneo de baixo grau foi identificado. O tratamento instituído consistiu na excisão da massa e aplicações tópicas e intradérmicas do produto obtido nos bordos da ferida. A lesão apresentou diminuição da resposta inflamatória, cicatrização limpa, bordos uniformes, e ausência de exsudato purulento, tecido de granulação exagerado e complicações sob o caráter neoplásico da etiologia da ferida, cicatrizando completamente após 17 dias.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v22i2.2019.6854