ANEMIA HEMOLÍTICA IMUNOMEDIADA PRIMÁRIA EM CÃES - REVISÃO DE LITERATURA

Tatiana Geraissate Gorenstein, Bruna dos Santos, Roberta Martíns Basso, Regina Kiomi Takahira

Resumo


A anemia hemolítica imunomediada (AHIM) é o distúrbio imunológico de maior prevalência em cães. Caracteriza-se como uma hipersensibilidade do tipo II, que leva a destruição prematura de hemácias. Dentre as principais complicações, o estado de hipercoagulabilidade predispondo a coagulação intravascular disseminada e tromboembolismo pulmonar é a mais importante, sendo a causa de óbito em mais de 80% dos casos. O diagnóstico é realizado a partir da exclusão de outras causas para anemia e por meio da constatação de um ou mais desses sinais: moderada a severa anemia (hematócrito< 25-35%), evidências de hemólise (hemoglobinemia, hemoglobinúria ou hiperbilirrubinemia) e presença de anticorpos na hemácia (caracterizado a partir da auto-aglutinação, esferocitose, teste de Coombs positivo ou citometria de fluxo). O tratamento é direcionado a supressão da resposta imune, sendo os corticosteroides e os imunossupressores os fármacos de predileção.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25110/arqvet.v22i2.6065

Esse periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons CC BY 4.0

https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR